Os Melhores Conteúdos
De Marketing Digital

Tudo que sua empresa precisa para se posicionar e vender.

mkt-guerrilha.png

A publicidade de guerrilha ou o marketing de guerrilha, como é chamado, foi criado em 1984 pelo escritor de negócios americano Jay Conrad Levinson. É uma estratégia de marketing comercial que incorre em baixos custos, mas alcança ótimos resultados, geralmente usando métodos pouco convencionais. Na maioria das vezes, são as campanhas de marketing que usam o marketing de guerrilha que se tornam virais online e via mídia social.

Incluídas nesta forma de marketing estão todas as variantes que usam elementos da rua, como iluminação pública, estacionamentos ou caixas para criar publicidade que sai do logotipo tradicional. Com o tempo, páginas da web, pôsteres, e-mails ou flashmobs também foram incorporados a essa forma de marketing que busca, acima de tudo, surpreender os usuários.


As campanhas de marketing de guerrilha têm tudo a ver com a experiência

O principal objetivo do marketing de guerrilha ou marketing experimental, como também é referido às vezes, é oferecer uma experiência imersiva e excepcional aos consumidores em potencial. 

O termo, usado pela primeira vez no livro de Levinson ‘Publicidade de guerrilha’, encontra suas raízes no termo guerra de guerrilha, uma forma de guerra que utiliza o elemento surpresa e sabotagem para superar pequenos grupos de inimigos.

Da mesma forma, a publicidade de guerrilha é direcionada ao público de uma maneira que incentive o envolvimento com o produto ou serviço que está sendo anunciado, geralmente por meio de um choque ou idéias criativas e imaginativas. 

Depois de criar essa experiência memorável e imersiva, é mais provável que o consumidor compartilhe sua experiência com o anúncio pelo boca a boca, espalhando assim a notícia sobre a campanha e alcançando mais pessoas do que normalmente poderia ter por si só. 

Uma campanha pode ser direcionada para centros urbanos ou áreas públicas com alto tráfego e ver os efeitos de sua campanha se espalharem pelas mídias sociais e às maneiras pelas quais ela é usada nos dias modernos. 

Quando as pessoas veem algo interessante, novo e sem originalidade, naturalmente querem imaginá-lo, filma-lo e divulgá-lo em suas plataformas de mídia social. A maioria das campanhas de marketing de guerrilha pretende agredir o consumidor em um nível muito mais pessoal e memorável. 

Enquanto as táticas convencionais de marketing envolvem o uso de anúncios em jornais ou revistas, anúncios de televisão, rádio e até lixo eletrônico direcionado, empresas mais criativas estão tentando encontrar maneiras novas e aprimoradas de envolver o mundo digital e os avanços tecnológicos para ajudar suas campanhas.


Por que as táticas de marketing de guerrilha são tão populares?

Um grande atrativo do uso de táticas de marketing de guerrilha, especialmente para empresas menores, é o baixo custo envolvido, se executado corretamente. Os únicos requisitos para uma campanha de marketing de guerrilha bem-sucedida são tempo, abundância de energia e alguma criatividade séria. 

Exige pensar fora da caixa, na tentativa de capturar a atenção e o interesse das pessoas, o suficiente para que elas não consigam parar de tirar fotos, compartilhar e espalhar sobre sua experiência com a campanha. 

Outro grande atrativo do uso do marketing de guerrilha para as empresas é o uso de atração emocional para criar um vínculo entre o consumidor e a marca. Esse tipo de campanha não apenas se destaca na mente das pessoas, mas também desenvolve uma confiança entre as duas partes. Se uma empresa tem tanta fé e confiança em seu produto, o consumidor também pode.

 

O que é procurado com o marketing de guerrilha?

A guerrilha nasce uma forma de marketing que permite diferenciação de marca sobre a concorrência. De fato, as ações corretas geralmente são atividades lembradas pelas pessoas que testemunharam algo.

O uso de lugares familiares ou o trânsito habitual de pessoas não tem outro objetivo senão atingir o máximo de público possível. O ideal nessa campanha de marketing é que o número máximo de clientes fique impressionado com a publicidade ou a campanha, porque quanto mais o usuário receber a mensagem que você enviou, mais clientes possíveis receberão.

É por isso que as marcas decidem usar os ônibus como elementos para promover um programa de TV, um estabelecimento, uma agência de viagens ou um restaurante de fast food, porque, por ser um elemento que circula pelas ruas e é usado diariamente por centenas de pessoas, você pode conseguir isso, pelo menos, atingir um número mais significativo de pessoas. 

Essas pessoas, posteriormente, comprarão ou não o produto, mas pelo menos a mensagem foi recebida. Dessa forma, o primeiro passo para o sucesso da campanha de marketing foi dado.

 

Qualquer empresa pode se beneficiar do marketing de guerrilha?

Não existe um setor ou tipo de empresa para o qual esse tipo de estratégia de marketing funcione melhor. Todo tipo de empresa que deseja brincar com a imaginação e aproximá-la dos usuários, clientes ou não, pode tirar proveito do marketing de guerrilha.

A vantagem dessa forma de marketing é que ela permite que você brinque com a marca, usando conceitos, comprometendo a sensação do público e preparando ações que tenham em mente a reação das pessoas. 

Portanto, está aberto tanto às grandes marcas que tiram vantagem da força de sua imagem corporativa quanto às pequenas empresas que não possuem recursos e precisam ser conhecidas.

 

Veja 5 exemplos de marketing de guerrilha:

 

Marketing de guerrilha em uma passadeira

Um dos locais habituais para criar ações de marketing de guerrilha são os cruzamentos de zebra. As linhas pintadas no chão lhe dão muito o que brincar se você tiver a criatividade necessária. Por exemplo, o McDonald’s simula que as linhas são batatas fritas que saem da embalagem típica da marca de hambúrguer.

O interessante dessa ação é que, além de fazer parte de um verdadeiro cruzamento de zebra, que ainda tem a mesma função, conseguiu que a imagem seja um dos produtos da empresa. E além disso, com o tipo de imagem do M à vista de todos os pedestres.

Por outro lado, outro elemento interessante é dessa empresa de suprimentos de escritório que usa linhas brancas com uma lata como Tipex, para brincar com o texto que desaparece na estrada.


Bancos Urbanos

 

Seguindo a mesma lógica usada pelas passagens de zebra, as ações que o marketing de guerrilha busca em bancos urbanos é capturar o cliente em seu lugar comum. A empresa KitKat tornou famoso seus bancos em forma de barras de chocolate. A marca de doces aproveita o famoso design de seus produtos, em forma de barras, incorporando o famoso papel vermelho.


Ponto de Ônibus

Quem nunca viu um ponto de ônibus com publicidade? As paradas de ônibus são lugares fascinantes para esse tipo de campanha porque:

  • Existe um fluxo habitual de pessoas;
  • Não é uma área de trânsito, mas os usuários passam muito tempo lá, é por isso que a marca pode chamar sua atenção;
  • Existem elementos com os quais você pode brincar: abrigo de ônibus, bancos.

Alguns exemplos curiosos são esse refrigerador da Coca-Cola que parece dar um tempo aos usuários que sofrem com o calor ou o caso oposto que mostra uma empresa de hambúrgueres simulando que é um forno.

Além disso, muitas marcas estão aproveitando a publicidade nos pontos de ônibus para ir além. Por exemplo, para promover o filme Up, não só a tenda foi usada para exibir o pôster bidimensional, mas, além do conceito do filme, foram incluídos balões reais. Essa é outra característica das campanhas eficazes de marketing de guerrilha, elas misturam elementos bidimensionais e tridimensionais para reforçar a mensagem.

Marketing de guerrilha nos transportes públicos

O transporte público é outro lugar onde a imaginação do marketing de guerrilha o surpreende. Não é incomum encontrar ônibus envoltos em filmes, empresas, restaurantes, anúncios de shopping. Mas o anúncio desse zoológico nos ônibus locais de sua cidade era original. Uma cobra enrolada no ônibus e esmagando o veículo, algo impressionante e único.

Você imagina usar as alças como elemento de publicidade? Bem, foi o que a marca de relógios IWC pensou. Eles incorporaram um design personalizado nos ônibus. O passageiro que o usa verá como o relógio se encaixa no pulso e terá uma ideia se o produto lhe interessa ou não. Um plano com excelente força criativa, pois está muito relacionado ao produto.

 

Em outros espaços públicos

O marketing de guerrilha de rua não se concentra apenas no transporte público, mas na passagem de pedestres ou pontos de ônibus. Vai muito além e atinge elementos comuns que encontramos na rua, como, caixas de papel, lanternas, semáforos ou edifícios. Tudo é útil para criar marketing de guerrilha.

Por exemplo, essa ação que a Miele simula a entrada em um túnel rodoviário como se fosse o cano de um de seus aspiradores de pó.

A vantagem do marketing de guerrilha em detrimento de outras formas de marketing é que ele estimula a imaginação por causa de toda a expressão artística que ocorre nesses tipos de estratégias.

Um anúncio pintado pode se tornar um desastre se a tinta for derramada, exatamente como é mostrado na figura abaixo. Ou você pode encontrar um
Toblerone no jardim da sua empresa.

O marketing de guerrilha é reservado para uso comercial?

Como visto em alguns desses exemplos, o marketing de guerrilha pode ser usado por várias causas. O que é importante é a criatividade.

Dessa forma, eventos especiais como o Dia Internacional da Mulher, o Dia dos Pais ou das Mães são ocasiões que incentivam o uso desse tipo de ações de marketing que podem chamar atenção.

Por exemplo, encontrar elementos cor-de-rosa no dia contra o câncer de mama ou as calçadas e passadeiras de zebra são pintados com um arco-íris no dia do orgulho gay, essas são duas ações que são úteis para comemorar um dia e chamar a atenção da sociedade para lembrar a causa que está sendo apoiada.

Adriano Luz


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com * Required fields are marked *


Open chat
1
Olá, Você deseja resultados para seu negócio?
Powered by